Top Menu

[ Retrospectiva ] Como um Trem Bala

  Trem Bala, foi exatamente ao som dessa música que finalizo o blog em 2017. Como foi o ano pra você? Pra mim foi estranho, diferente e difícil. 
  2017 é aquele ano que ferra teu psicológico e faz de tudo pra dar errado, mas torce pra você fazer tudo certo, e olha lá, deu sim, mesmo com altos e baixos, com mais tragédias e problemas, eu fecho o penúltimo dia do ano escrevendo pra vocês, falando sobre a minha vida pessoal e sobre o blog, de como esse ano interminável que chega ao fim com o alivio de ter superado tudo e conquistado algumas coisas no decorrer dessa jornada. 
“Não é sobre chegar no topo do mundo e saber que venceu. É sobre escalar e sentir que o caminho te fortaleceu” 
  Estamos falando de desafios pessoais, de vida estudantil, relacionamentos familiares e amorosos, assim como os amigos e a vida em um todo. Mesmo ainda estando sem trabalhar, o ano se mostrou lucrativo para o ganho próprio, ajudar minha mãe em seus trabalhos de E.V.A fizeram um bom lucro e além disso também mostrei minha capacidade no design ao preparar materiais para os professores municipais. E a faculdade? Vai bem, obrigado! 
   Esse ano gabaritei minhas matérias atrasadas por conta do ano passado estar trabalhando em tempo integral, participei de palestras e seminários, viajei pra isso, consegui minha carga horária em apenas 2 anos de curso, sendo que no total são 4. 
   A família? Cresceu! Somos agora 8 netos, sendo que eu continuo sendo a única menina da turma, a mais velha, que agora dia 15 fiz 23 anos, sim, o tempo corre depois dos 17 e cá estamos mais madura e centrada no que desejo da vida. Com isso nós reconhecemos que durante esses 365 dias muitas coisas mudam, amizades são desfeitas, outras se iniciam e aqueles, aqueles que você sempre teve por perto vai ser o que realmente importa, afinal mesmo distantes podem contar contigo sempre e isso eu sei reconhecer muito bem, há Maisa que um dia ainda irei abraçar e tomar aquele sol em Copacabana, a Clayci que admiro tanto que passei a conversar esse ano, aos fofos como o Fabiano, Luh, Renata, Eve. Esse povo todo me aguentou o ano todo e vai aguentar 2018 sem reclamar ein. Não preciso dizer nada sobre a Mirta e o Silvio, que foram quem estiveram por perto nesse ano, Erick meu primo que me protegeu como se ele fosse o mais velho da família. 
“É sobre ser abrigo, E também ter morada em outros corações, E assim ter amigos contigo em todas as situações.” 
   Mesmo com uma pneumonia ferrada no hospital me mantive firme na parceria com a Globo Alt, foi o ano em que o Secret foi reconhecido e mesmo não passando para 2018, eu tenho muito que agradecer a eles por darem essa confiança a mim. Falando do blog, pelo Mundo eu fiz um evento ainda maior do que o do ano anterior com a DarkSide, e desta vez tive a sorte de conversar com o Peter V. Brett ao qual admiro muito, fiz meus leitores conhecerem a Rô, o Cesar Bravo! Que o próximo ano nós possamos repetir essa dose com mais autores e um bom café ao lado. 
   Mas vamos lá, eu falei da saúde, negligenciei a minha e em ultimo caso procurei um médico pra ver que já estava muito doente, dois pulmões ferrados e uma semana no hospital pra melhorar, ainda estou de resguardo por um ano pra não ter recaídas e sério, não recomendo isso pra ninguém. Já a saúde psicológica foi o que afetou o ano, o drama do passado recaiu novamente e dificultou as escolhas pra um futuro melhor, com a ajuda que não me permiti seis anos atrás superei o medo e contei aos meus pais sobre a tentativa de estupro que sofri aos 17 anos, isso bloqueou qualquer contato que tive durante esse tempo para com os meus relacionamentos, ninguém sabe o que é passar por isso e nem devem se calar caso aconteça com você, não façam como eu fiz, denuncie, pois não podem deixar isso acontecer com mais ninguém. Além de todas as expectativas negativas que eu tinha em relação a essa conversa, consegui ver que a família é tudo e que vão te apoiar e te proteger acima de qualquer coisa, mas você precisa confiar neles pra poderem fazer o que é certo. 
É saber ser infinito.” 
   O que dizer de amores, nesse ano aprendi ainda mais a me amar, a aceitar meu corpo da forma como ele é, baixinha? Sim! Gordinha? Sim! Meu cabelo vai ficar ao natural, tenho cachos pra que? Medo de usar bikini por estar mais cheinha, isso não tenho mais, viajar pra fora do estado, conhecer pessoas novas, se aventurar, sim, isso eu fiz esse ano, mesmo com poucas viagens eu me diverti, e o amor, o amor chegou aqui, de mansinho, de outro estado, lá de Manaus falando Bom Dia moç!, Boa Noite moça, e cá estamos a alguns meses já juntos, ele me aceitando do jeito que sou, com problemas, traumas e um vicio por spoilers que olha, precisa ter paciência comigo, essa bichinha bruta e com menos de 1% de romantismo na veia, mas ele me ama mesmo assim, está aqui comigo mesmo assim e vamos para um 2018 juntos, aproveitar o que há de melhor. 
“Num universo tão vasto e bonito, é saber sonhar. Então fazer valer a pena, Cada Verso daquele poema sobre acreditar.” 
   E pra vocês? Eu desejo tudo que há de bom pra um novo ano, uma nova vida e porque não uma nova aventura? Seja em viagem, livros ou afins, se divirta, viva e deixe viver, como a música diz. 
“Que a vida é trem-bala parceiro, E a gente é só passageiro prestes a partir.”

5 comentários :

  1. Ah, Kammy! Terminei de ler o post aqui com os olhos marejados e toda arrepiada.Obrigada, obrigada pelo carinho, por todos os momentos que mesmo longe compartilhamos, pelas conversas, os desabafos... Tudo isso fez diferença em meu ano, e poder falar de algumas coisas específicas contigo com certeza fez com que eu chegasse ao final desse ano mais leve. Obrigada!

    E fico muito feliz por todas as suas conquistas pessoais e profissionais ao longo de 2017, e desejo que 2018 traga muitas outras mais e melhores! Torço muito por ti e espero que tenha um ano maravilhoso!❤ Se precisar de qualquer coisa é só dar aquele toque, você já sabe. ;D

    Beijões!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rê! Eu que agradeço a paciência que teve comigo, por aguentar tanto drama e assunto pesado que quase ninguém quer escutar, obrigada também por estar aqui nos blogs, acompanhando tudo e apoiando essa minha vida tonta de blogueirinha sem juízo, prometo que agora em 2018 tudo vai dar certo e seu livro vai chegar bem recheadinho pra ti.
      Xoxo

      Excluir
    2. Oii, Kammy!! Imagina, eu que agradeço a confiança que teve em mim e também por poder me abrir contigo. Ah, em 2018 espero estar muito mais presente por aqui mesmo tendo ano de TCC D: Kkkk Mas valeu ser sem juízo, você conseguiu colocar autores maravilhosos em contato com a gente em uma interação ótima é linda!! Vai dar tudo muito certo sim! Ebaa!! Tudo bem. :3

      Excluir
  2. Oi Kammy

    Muito obrigada por lembrar de mim nessa caminhada louca que foi 2017 para todos nós.
    Desejo muita saúda para nós em 2018 para que a gente possa por em prática os nossos milhões de projetos!

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Kammy fiquei super feliz em ler meu nominho ali.
    Muito obrigada por me acompanhar e me apoiar. Fico super feliz em saber que seu cantinho está crescendo cada vez mais <3. Desejando que 2018 seja um ano melhor para todos nós.
    Beijos

    ResponderExcluir

Copyright © Secret Magic. Designed by OddThemes